Meios de Transporte

Aeroporto

O aeroporto mais próximo de Okazaki é o Centrair, localizado em uma ilha artificial na costa da cidade de Tokoname, na baía de Ise. Com este aeroporto é possível voar diretamente para Nagoya. Você também pode chegar a Okazaki através de outros aeroportos como o de Narita (Tokyo) ou Kansai (Osaka), e em seguida usando o arrojado serviço de trens japonês.

Como chegar no aeroporto de Nagoya

Para chegar no aeroporto de Nagoya você pode pegar o ônibus com destino ao aeroporto que parte da estação JR Okazaki ou da estação Meitetsu Higashi Okazaki. O ônibus pode ser distinguido facilmente, e pelo preço de 1750 ienes, você poderá ir até o terminal do aeroporto de Nagoya. Utilizando a rodovia Tomei, a viagem dura aproximadamente 80 minutos (a viagem está sujeita a atrasos durante a alta temporada). Não é necessário fazer reservas, e como o terminal de partida do ônibus é a estação de Okazaki, sempre haverá assentos vazios. O ônibus parte em intervalos de 90 minutos, você pode conferir os horários nas estações JR Okazaki ou Meitetsu Higashi Okazaki.

Durante a alta temporada e feriados como Golden Week, Obon e o ano novo, as rodovias costumam ficar congestionadas. Como alternativa, você pode pegar um trêm da estação JR Okazaki ou Meitetsu Higashi Okazaki até a estação de Kanayama, em seguida pegue o ônibus com destino ao aeroporto que parte do terminal Meitetsu Bus Center. Durante a alta temporada, esta é uma rota alternativa que é mais rápida e barata, apesar de que caso você possua muitas malas a viagem de trem pode ser um tanto quanto inconveniente.

Trens

A cidade de Okazaki possui três linhas de trem. São elas, a linha JR Tokaido, linha Meitetsu Honsen e a linha Aichi Kanjo. Os trens são limpos e a circulação é alta, o que permite um fácil acesso e locomoção entre cidades. Para locomoção dentro da cidade no entanto será preciso utilizar o sistema de ônibus. As duas estações principais são a JR Okazaki (que é também o ponto final da linha Aichi Kanjo) e a estação Meitetsu Higashi Okazaki. Outra estação que você pode vir a usar é a estação Naka Okazaki, uma pequena estação perto do castelo de Okazaki e das fábricas de Haccho Miso, é uma estação conveniente caso você precise fazer baldeações entre as linhas Meitetsu e Aichi Kanjo.

JR Tokaido - A linha JR Tokaido passa por toda cidade de Okazaki. Para aqueles residindo na região sul da cidade de Okazaki, esta é a linha mais conveniente e liga Okazaki a cidades como Toyohashi e Nagoya, onde é possível pegar o Shinkansen (trem bala). O bilhete de trem da estação JR Okazaki para JR Nagoya custa 620 ienes.

Meitetsu - A linha Meitetsu Honsen percorre o centro da cidade de Okazaki, e é a mais útil para aqueles que residem nas regiões centro e norte da cidade. A estação de ônibus Meitetsu, na estação Meitetsu Higashi Okazaki, é o principal terminal de ônibus da cidade, além disso, a região ao redor da estação possui diversos bares e restaurantes. Um bilhete de trem de Shin-Nagoya para Higashi Okazaki custa 660 ienes.

Aichi Kanjo - É uma linha de trem com escalas menores, construída em 1988, e conecta Okazaki com as cidades de Toyota e Seto ao norte. A circulação dos trens é menor (aproximadamente um trem a cada meia hora), mas é uma das melhores maneiras de se locomover a lugares como a cidade de Toyota e a fábrica de automóveis da Toyota. Em 2005, a linha Aichi Kanjo foi eleita como melhor meio de transporte público durante a World Expo realizada em Seto.

Shinkansen - Apesar do shinkansen utilizar a linha JR Tokaido, ele não para na estação de Okazaki. Para moradores da região sul de Okazaki que pretendem usar o shinkansen, a maneira mais fácil é utilizar os trens da linha JR Tokaido e ir até as estações de Toyohashi, Mikawa Anjo ou Nagoya, onde há paradas do shinkansen. Para moradores da região norte, é possível utilizar a linha Meitetsu para ir as estações de Toyohashi ou Nagoya. Para viagens dentro do território japonês, ao invés de usar aviões, muitas vezes o shinkansen é mais conveniente.

Para portadores do visto de turismo que pretendem viajar para diversas regiões do Japão durante sua estadia, é possível adquirir o Japan Rail Pass. Este é um serviço exclusivo para turistas estrangeiros. É um serviço muito conveniente, o Japan Rail Pass possui um preço fixo, e ao adquiri-lo permite que o seu portador utilize os serviços de trem do Japão ilimitadamente (inclusive o trem bala).

Ônibus

As duas principais linhas de ônibus são operadas pelas empresas Meitetsu e JR (as mesmas responsáveis pelo transporte ferroviário), e usam as suas respectivas estações como terminal dos ônibus. Quando você tomar um ônibus no Japão, note que não há cobrador, você deve retirar um bilhete em uma máquina posicionada logo ao lado da porta de entrada do ônibus. O bilhete possui um número de 1 a 2 dígitos, que representa o ponto em que você entrou no ônibus. Não é necessário pegar o bilhete caso você esteja tomando o ônibus no ponto de partida. Assim como os trens, o valor da passagem de ônibus no Japão vária de acordo com a distância percorrida, você pode confirmar o preço da passagem no painel que se encontra na região frontal do ônibus, aproximadamente acima da cabeça do motorista (procure no painel o mesmo número escrito no seu bilhete). Os motoristas também fazem anúncios a respeito da próxima parada e estabelecimentos próximos a essa área, ao ouvir o nome do ponto em que deseja descer, aperte o botão "parada". Se você ainda não tiver confiança nas suas habilidades no idioma japonês, escolha um acento próximo ao motorista e informe o nome do ponto em que deseja descer, os motoristas no normalmente Japão são bastante amigáveis e não excitaram em te ajudar.

Para pagar a passagem, coloque junto ao bilhete, o valor exato da passagem na máquina a esquerda do motorista. Caso você não possua o valor trocado, na mesma máquina é possível trocar notas de até 1000 ienes por moedas. Para evitar causar problemas aos outros passageiros, procure preparar o valor da passagem antes de descer do ônibus. Se você pretende usar os ônibus com frequência, é possível comprar cartelas de bilhetes com descontos, ou adquirir um cartão recarregáveis principais estações (neste caso não é necessário pegar o bilhete ao entrar no ônibus).

Carro/Moto

O Japão possui uma dos sistemas ferroviários mais bem implementados e convenientes do mundo, mas ainda há ocasiões em que você não conseguira chegar ao seu destino usando os trens. Nestas ocasiões, se ir de bicicleta também não for uma opção, só resta se locomover de carro ou de moto.

A primeira coisa que você irá perceber é que o Japão utiliza a mão inglesa. Para nativos de países como Austrália, Reino Unido, etc. não há nenhum problema, mas para pessoas de outras regiões do globo pode demorar algum tempo até que se acostumem com esse modelo de trânsito. Dirigir no Japão é normalmente bastante tranquilo, já que os motoristas japoneses tendem a dirigir com bastante cuidado e seguir as regras de trânsito. Você deve redobrar a atenção com ciclistas, pois assim como os pedestres, ciclistas tem a preferência, e o número de acidente envolvendo bicicletas é bastante elevado.

Dirigir no Japão tras consigo uma série de despesas. O preço da gasolina é mais elevado do que nos Estados Unidos (em par com o preço na Europa). Os pedágios instalados em rodovias e vias expressas tem um custo elevado (aproximadamente 7000 ienes para o trajeto Tokyo - Nagoya), por isso quando for viajar, recomendamos que vá com amigos e divida os gastos. Por outro lado, graças ao elevado preço dos pesdágios, as rodovias japonesas costumam ser mantidas em ótimas condições de uso e são pouco congestionadas, além disso, nas principais estradas, placas e sinalizações são escritas tanto em japonês como em inglês. Infelizmente, mapas japoneses costumam apresentar apenas kanji para nome de lugares (sem furigana), por isso, é recomendado que você adquira um para internacional em livrarias como a Maruzen em Nagoya, ou lojas online como Amazon.

Alugar carros no Japão é relativamente simples, são necessários somente uma carteira de trânsito valida no território japonês, seu passaporte e um cartão de crédito. Novamente, alugar carros pode ser bastante caro, mas caso você divida as despesas com três ou quatro pessoas, pode ser muito mais econômico do que viajar de trem. Aluguel de carros custa a partir de 8000 ienes por dia, dependendo do modelo do carro e do tipo de seguro.

Ainda assim, nas grandes metrópoles, a melhor maneira de evitar as pistas congestionadas é utilizar os trens. Em cidades menores como Okazaki é melhor deixar seu carro na garagem se você pretenda dirigir durante os horários de rush (7:30 as 9:00 da manhã e 4:30 as 6:30 da tarde). Uma alternativa é utilizar motocicletas, que são muita mais econômicas e em alguns casos proporcionam viagens mais rápidas do que as de carro.

Scooters ("gendoukitsukidensha", ou simplesmente "gentsuki") são a forma de locomoção mais escolhido pelos jovens japoneses por serem mais econômicas, e na maioria dos casos mais convenientes que carros. Você pode comprar um scooter usada por preços super acessíveis (de 30.000 a 70.000 ienes dependendo do ano e modelo), contanto que possua uma uma carteira de motorista internacional ou uma carteira de motorista japonesa. Não é preciso assinar um seguro para scooter abaixo de 50 cilindradas.

Leis de Trânsito

You are unlikely to exceed 40kmh on a regular basis but for the rare times that this occurs a knowledge of the speed limits can be useful. The speed limit in residential areas is 40kmh (though this can vary depending on the place) and on the expressways is usually 100kmh, sometimes 80kmh. Whilst many drivers do exceed these limits there are police patrols and hidden cameras (especially on the expressways) that keep a check on speeding vehicles. A speeding ticket in Japan will normally result in a large fine (10-20,000 yen) or in some cases a temporary loss of your license.

Drinking and driving in Japan is not tolerated and the drink-drive level is zero percent. Even a glass of wine or a beer can result in heavy fines or the loss of your license if you are stopped and checked. If you cause an accident you may lose your license permanently.

To drive a car in Japan you must be 18 years or over and for a moped/scooter or motorcycle it is 16 and above.

Bicicleta

For most foreign residents of Okazaki, bicycles are the easiest and most common form of transport. Cheap, reliable, healthy etc, for journeys of 15 minutes or less they are usually also faster than the alternatives.

Bicycle registration - a bicycle should be registered in your name. Ask the shop to do this for you. If you are buying a second hand bicycle from another foreigner, ask for the registration papers and then visit a shop and have it re-registered.

Road rules - are the same as for cars, though wherever a sidewalk does exist you should use it. There are some bicycle lanes beside major thoroughfares such as Route 248, please use them and be aware of pedestrians.

Bike lights/profiling by police - when riding a bicycle at night you are required to have a light (at front). Please be aware that the chances of local police stopping you (and asking for proof of registration, identification etc) are much higher if you don't have a light affixed - a nuisance if you are running late. Even if you have a bicycle light, random checks are not unusual, so make sure the bike is registered in your name and that you have identification (or your alien registration card if you are a resident) on your person whenever riding.

Taxi

Taxi fares are a little expensive, but are extremely useful at times. Flagging a cab is not as easy as it could be, so its often best to take a cab from a taxi rank such as those at JR Okazaki station, Meitetsu Higashi Okazaki station, the AEON Shopping Center etc, or book one by telephone. If language is a barrier, please note that hotels, restaurants and most businesses will usually be willing to call a taxi for you. The main taxi companies are:

Meitetsu Okazaki Taxi
Ohwa Taxi

A pé

Sidewalks in Okazaki are often shared by pedestrians with bicyclists. Usually there will be markings on the bitumen if a bicycle lane is designated. On streets too narrow for sidewalks, walk on the right hand side of the road wherever possible (ie against the flow of traffic). As a general rule Japanese drivers are fairly bicycle/pedestrian conscious, however please be aware that because of traffic conditions and tight corners it is sometimes difficult for drivers to see you - so its a good idea to look over your should before crossing a road. At night it is often a good idea to carry a small torch to make it easier for drivers to spot you.

Carona

Hitching a lift is not common in Japan and is not encouraged, particularly for single female travellers.