The Yamasa Institute
S tudent  N etwork 
>
Yamasa
Homepage Central

Network do Aluno

Colabore

Busca


Newsletter
Archive by issue
Things Japanese
Student Interviews
Staff interviews
In the News
Japan Guide
Other
Photos
Student Homepages
Email
Okazaki Guidebook
Library
Alumni
OCJS
Competition

Ajude-nos a tornar o informativo melhor!
Caixa de Sugestões

Anterior

Próxima

Menu

Coisas Japonesas - KABUKI

O Kabuki é uma forma de arte teatral tradicional japonesa, fundada no início do século 17. Foi criado por uma mulher de Kyoto chamada Okuni, e utiliza músicas e danças para contar estórias de eventos históricos famosos, ou a vida do dia-a-dia das pessoas, no período Edo (1600-1868). De início sendo performada por um grupo de mulheres, na antiga capital de Kyoto, 300 anos atrás, ele desenvolveu-se ao que é hoje - uma mistura de danças, canções e músicas (tocada por alguns músicos ao lado do palco). No início, a maior parte das mulheres que atuava o Kabuki no palco, fora dele, encontrava-se no envolvida com prostituição. A fim de proteger a moral pública, o governo baniu a participação das mulheres no palco. Foi-se dito que essa proibição da participação das mulheres foi um ato positivo, pois significava que estava sendo dado mais foco nas aptidões do que na beleza dos atores, e mais ênfase na dramatização do que na dança. Isso resultou em peças de Kabuki sendo escritas, e performadas exclusivamente, por homens - mesmo os papéis femininos. Os homens que atuam em papéis femininos são chamados de "onnagata" - especialistas em papéis femininos. Apenas recentemente (nos últimos 20 ou 30 anos), surgiu uma forma de kabuki performada exclusivamente por mulheres, que ganhou um certo prestígio, mas não ao mesmo nível da versão performada exclusivamente por homens.

A forma e estrutura do Kabuki no Japão foi-se mudando ao longo dos anos. A última parte do século 17 - conhecido como o período Genroku - foi uma época em que o Kabuki prosperou, e foi durante esse período que os conceitos que formariam a base do Kabuki foram criados. O Kabuki continuou a se desenvolver após o período Genroku, e embora ele fosse uma das formas de arte mais populares do Japão na época, o teatro de marionetes Bunraku, que influenciou o Kabuki, tornou-se mais popular.

Para não serem 'ultrapassados' pelo Bunraku, os atores do Kabuki reagiram, captando os movimentos dos marionetes do Bunraku, adaptando-os ao palco, e criando movimentos estilizados para que eles mesmos imitassem os marionetes. Por volta do final do século 18, houve uma tendência em direção ao realismo, e a mudança do centro cultural de Kyoto e Osaka para Edo. A abertura do Japão ao ocidente em 1868 afetou o Kabuki, bem como ao resto do Japão, e embora houvessem menos restrições impostas pelo governo, o Kabuki precisou adaptar-se às mudanças à sua volta. Ele sobreviveu à opressão do governo durante o período Edo, à perda de muitos jovens atores na Segunda Guerra Mundial, e à censura das forças de ocupação após a guerra, mas encarou seu pior momento quando formas de entretenimento mais acessíveis às massas, como cinema e televisão, entraram em evidência.

Há muitas semelhanças entre o teatro de Shakespeare e o Kabuki, e entre o próprio Shakespeare e Chikamatsu Monzaemon, que é considerado o maior roteirista do Kabuki, e a quem constantemente refere-se como sendo o "Shakespeare do Japão". Chikamatsu foi um dos primeiros roteiristas profissionais no Kabuki, embora seus trabalhos mais famosos tenham sido para o teatro de marionetes Bunraku. Especialmente populares eram suas peças de suicídios amorosos, nas quais um jovem casal decidia tirar suas próprias vidas quando pressões sociais os impediam de ficarem juntos. Os trabalhos de Chikamatsu para o teatro de marionetes eram freqüentemente adaptados ao Kabuki, e ele repetidamente utilizava estilizações vindas do Kabuki nos roteiros que escrevia para as peças Bunraku (o melhor exemplo disso é o uso de "aragoto" em sua peça "Kokusenya Kassen"). Essa tendência de empréstimo entre as duas formas de teatro continuou, e impulsionou o crescimento de ambos o Kabuki e o Bunraku. O 'aragoto', ou 'estilo rude' de atuação é demonstrado através da maquiagem dramática e vestuário dos atores. Também foram criados paralelos entre a ascensão do Kabuki no Japão, e do teatro Shakespeareano na Inglaterra. Ambos surgiram aproximadamente na mesma época, quando as classes mercadoras começaram a tornar-se mais poderosas e influentes. No teatro Shakespeareano, os atores masculinos performavam todos os papéis femininos, e há diversos paralelos de técnica de palco e estilo de atuação. Assim como o trabalho de Shakespeare, todos os velhos personagens e estórias das peças são familiares àqueles que estão por dentro do teatro, mesmo que a linguagem em si seja antiquada e difícil de ser acompanhada. Mas, enquanto as obras-primas de Shakespeare ainda são muito populares entre pessoas de todas as idades, o Kabuki não é mais de tanto interesse aos jovens japoneses, e suas platéias tendem a consistirem-se de pessoas mais velhas.

Alguns jovens, e muitos estrangeiros, acham o Kabuki meio monótono e difícil de entender. O fato de terem que ficar sentados durante cinco horas, assistindo algo que é muito difícil de compreender, devido à linguagem antiga utilizada, fez com que o Kabuki não fosse mais tão popular como costumava ser, embora recentemente sua popularidade tenha crescido um pouco entre os jovens. Para pessoas que falam inglês, a inclusão de fitas cassete com traduções, em muitos dos teatros, irá ajudar as pessoas a vislumbrar uma das grandes tradições teatrais do Japão.

Se você não pode lidar com o fato de ter que assistir uma peça de cinco horas de duração, então umas duas horas iriam ser mais do que suficientes para que você experiencie o Kabuki. Duas vezes por ano, na primavera e no outono, o Misonoza, em Nagoya, é palco de uma seleção de performances de Kabuki. No teatro Kabukiza, em Tokyo, Shin-Kabukiza, em Osaka, ou o Minamiza, em Kyoto, há também performances acontecendo regularmente. Em Kabukiza, por exemplo, há um camarote separado de assentos no 4o. andar, onde você pode assistir uma única parte do programa por aproximadamente 500yen. Assentos para o programa completo variam de preços desde 2,400yen, até 16,000, dependendo de onde você sentar.

Links:

http://www.japan-zone.com/culture/kabuki.shtml
http://www.fix.co.jp/kabuki/kabuki.html
http://www.aichi-gakuin.ac.jp/~jeffreyb/kabuki.html
http://www.misonoza.co.jp/html/misonopage/office.html
http://cyberfair.gsn.org/smis/interesting/kabuki.html
http://www.lightbrigade.demon.co.uk/
http://www.shochiku.co.jp/play/kabukiza/theater/
http://www.wsu.edu:8080/~dee/KABUKI/KABUKI.HTM

Nota: Por favor note que os links acima são de sites que não se encontram no servidor yamasa.org
Por favor contate-nos via email, se houverem links interrompidos.

Retornar ao topo da página


Anterior

Próxima

Menu


Click here to go to ACJS center homepage

www.yamasa.org Aichi Center Online Center Kanji Dictionary
Japan Travel Guide Yamasa TV! FM Okazaki Online


Created and maintained by Declan Murphy and the students and staff of the Yamasa Institute Multimedia Studio
© Yamasa - All rights reserved.