The Yamasa Institute
S tudent  N etwork 
Yamasa
Homepage Central

Network do Estudante

Colabore

Busca


Newsletter
Archive by issue
Things Japanese
Student Interviews
Staff interviews
In the News
Japan Guide
Other
Photos
Student Homepages
Email
Okazaki Guidebook
Library
Alumni
OCJS
Competition

Ajude-nos a tornar o informativo melhor!
Caixa de Sugestões

Anterior

Próxima

Menu

GUIA PARA O JAPÃO: Universal Studios Japan

Por Joseph Huang

Universal Studios Japan
Quando a Disneyland Paris foi inaugurada, há dez anos atrás, em Paris, França, os franceses chamaram isto de uma "invasão cultural", e receberam o parque temático americano com protestos e boicotes. Bem, dez anos se passaram e, no outro lado do mundo, os japoneses receberam a chegada de outro parque temático americano com números altíssimos de visitantes, quando o Universal Studios Japan (USJ, para resumir) inaugurou, em 31 de março de 2001.

Localizado na ilha Sakurajima, na parte oeste da cidade de Osaka, o projeto custou 170 bilhões de yens para ser construído, e ocupa 54 acres de terra. É dito que o tamanho do USJ é 14 vezes o tamanho do Estádio Koushien de Baseball. Mesmo não sendo tão grande quanto seus primos americanos, o USJ passa uma sensação mais real de "Parque Temático", com suas 9 áreas. Desde a área da Hollywood dos anos 60, até a área "florestal" do Jurassic Park, cada uma possui sua própria decoração e desenho arquitetônico, a fim de convencer os visitantes de que eles não estão, na realidade, em Osaka ou no Japão, por assim dizer.

Sendo assim, com todo o sensacionalismo e os comerciais de TV, meu amigo e eu decidimos fazer uma visita ao USJ numa quente e ensolarada segunda-feira de junho (não conte a ninguém que eu cabulei as aulas para isso!). Por ter crescido no meio de parques temáticos, eu já sabia que finais de semana com certeza devem ser evitados, a não ser que você curta ficar esperando numa fila por 4 horas, para andar numa atração que dura 5 minutos. Resumindo, uma segunda-feira soava como uma opção melhor. Afinal, estamos no Japão, onde a maioria das pessoas trabalha das 8h da manhã às 8h da noite, e parece improvável que elas faltariam ao primeiro dia de trabalho da semana para ir a um parque temático. Eu estava errado, é claro...

Quando chegamos na estação de Osaka, depois de uma hora de viagem de Shinkansen, partindo de Nagoya, a plataforma já estava lotada de crianças, jovens casais, e pessoas de terceira idade, aguardando ansiosamente pelo trem que eventualmente iria nos levar até a Universal City. Eu não pude evitar e pensei: "espere um pouco, eles não têm que ir trabalhar, ou ir à escola?"

Depois de chegarmos na estação Universal City, a multidão apressou-se para a saída e correu em direção à entrada do parque. Na entrada, as pessoas dividiram-se em três filas: aqueles que possuíam reservas de entrada antecipadas da JR, aqueles que possuíam reservas de entrada antecipadas de agências de turismo ou lojas de conveniência, e aqueles que pretendiam comprar o bilhete no próprio dia. "Reserva de entrada antecipada" basicamente significa que você pagou pela entrada adiantadamente, e recebeu um voucher, que pode ser trocado por um passe, na entrada. Já que a JR é um dos maiores patrocinadores do USJ, as pessoas que portam os vouchers comprados através da JR podem trocar pelo passe primeiro, seguidas pelas pessoas que compraram os vouchers de agências de turismo e lojas de conveniência. As pessoas que planejam compram os bilhetes vendidos no dia irão entrar na fila por último, depois que todas as pessoas com reservas antecipadas já tiverem trocado seus vouchers pelos bilhetes de entrada.

Levou quase uma hora para que pudéssemos trocar nossos passes e entrar no parque. Nosso primeiro destino foi o Jurassic Park - The Ride. Aproveitando a vantagem do sistema Universal Express (que será mencionado mais adiante, na seção Dicas), obtivemos uma reserva para a atração no período da tarde, antes de partirmos em direção ao Back to the Future - The Ride, onde a fila de espera era de razoáveis 45 minutos. O Back to the Future - The Ride, é um passeio simulado que utiliza o filme como cenário, e nos leva tanto ao futuro quanto ao passado, utilizando a infame máquina do tempo DeLorean. Foi um passeio emocionante, a única coisa que desapontou foi que, durante a simulação, você pode ver as outras DeLoreans à sua volta, o que distrai um pouco a atenção da experiência.

No que se refere a alimentação, o USJ possui um total de 20 restaurantes, que vão desde a fast-food, até completo serviço à la carte. Os visitantes também podem deixar temporariamente o parque e almoçar na vizinha Universal City. Já que meus amigos e eu não pretendíamos gastar muito tempo comendo, fizemos uma parada num dos quiosques e mastigamos alguns hot dogs antes de partirmos para a próxima atração, ET: The Adventure.

Eu gostaria de poder dizer algo bom sobre ET: The Adventure, mas eu simplesmente não consigo. A não ser que você seja um fã obcecado do ET, é melhor pular essa atração. Por quê? Ficamos esperando por quase 2 horas na fila, enquanto a atração em si durou apenas 5 minutos. Além disso, sua história sem enredo certamente deixa nos visitantes um indagação do tipo: "mas, isso é tudo?".

Como o horário da nossa reserva para o Jurassic Park: The Ride chegou, nos dirigimos à área Jurassic Park, onde pode-se ouvir os gritos tanto dos visitantes quanto dos dinossauros. Antes de entrarmos na atração, nos foi oferecida uma opção de compra de uma capa de chuva. Por quê? Bem, porque não somente você vai se molhar nesse passeio, mas também vai ficar encharcado depois da queda de 25 metros no final do passeio. Contudo, como fazia um dia ensolarado, e nos molharmos fazia parte da diversão, decidimos não vestir a capa de chuva. O resultado foi que nós ficamos encharcados dos pés à cabeça, enquanto os outros visitantes nos lançavam olhares estranhos.

Com o aspecto de termos acabado de sair de uma piscina, passamos o restante da tarde assistindo simulações como o Wild, Wild, Wild West Stunt Show, e o Animal Actors Stage. Ambos os shows foram muito interessantes. No primeiro, figuram alguns dos inacreditáveis dublês, os quais nós geralmente vemos nos filmes, enquanto que o outro nos apresenta alguns dos mais espertos animais-atores. No entanto, até hoje ainda não entendo por quê um chimpanzé precisaria de uma lingerie de mulher.

Uma área temática inédita, que você só pode encontrar no USJ, é a área "Snoopy's Studio". Os norte- americanos, principalmente aqueles que vêm do Sul da Califórnia, como eu, provavelmente iriam ficar surpresos, já que o Snoopy é associado a outro parque temático próximo à Disneyland, e que não é o Universal Studios Hollywood. Bem, como tudo o que é "bonitinho" faz sucesso no Japão, o Snoopy de alguma forma encontrou seu caminho de entrada ao USJ. Charlie Brown, Snoopy e Lucy podem ser vistos caminhando pelas ruas, e crianças e adultos correm para ter suas fotos tiradas com eles.

Pudemos ir a mais duas atrações antes do parque fechar. Waterworld e Backdraft certamente não desapontaram. Diferentemente do Wild, Wild, Wild West Stunt show, que foi performado num palco, Waterworld consistiu de um show de dublês com uma estrutura bem maior, onde havia, bem, uma enorme quantidade de água. A platéia foi encorajada a vaiar os "bandidos" quando eles apareciam, enquanto as pessoas nas fileiras da frente iam sendo advertidas que poderiam se molhar. Em relação ao Backdraft, parece ser quase lógico visitar o inferno de chamas após o úmido Waterworld, onde fomos grelhados pelos barris em explosão, bolas de fogo sendo arremessadas, e paredes de chamas.

E, por fim, este não seria um parque temático se não houvessem as lojas de souvenir, e mais certamente no caso do Japão, onde tornou-se um dever para as pessoas trazer de volta consigo um "omiyage", para os colegas de trabalho, professores, ou amigos. Há mais de 30 lojas de souvenir no USJ, vendendo ítens que vão desde bonés do "Tubarão", até bonecos Curious George. Diferentemente da Tokyo Disneyland, cartões de crédito VISA e Martercard são aceitos no USJ. No fim do dia, a maior parte das pessoas parece satisfeita, já que podia-se ver todo mundo carregando sacolas do USJ por toda a estação de Osaka.

Dicas:

* Adquira seu bilhete de entrada com antecedência. O USJ permite que as pessoas que possuem reservas de entrada entrem mais cedo do que as pessoas que compram o bilhete no próprio dia. Ás vezes, isso pode significar 1 ou 2 horas extras de espera na fila. Você pode obter a reserva do bilhete de entrada em qualquer estação JR, agências de turismo designadas, ou lojas de conveniência Lawson. Pessoalmente, recomendo que você faça a reserva do bilhete através da JR, pois as pessoas que portam reservas via JR podem entrar "mais diretamente" no parque.

* Faça uso do sistema de tíquetes "Universal Express". Logo que você entrar no parque, corra até a sua atração favorita e pegue um tíquete com reserva de horário. Isso permite que você volte à atração num determinado horário, sem que tenha que esperar na fila. Depois de pegar o tíquete de reserva de horário, você pode ir até as outras atrações. Sugiro que você faça reservas para as atrações populares como Jurassic Park: The Ride, ou Back to the Future: The Ride. Obs.: você não pode pegar um segundo tíquete de reserva até que você utilize o primeiro tíquete.

* Gerencie seu tempo. É essencial para que você obtenha o máximo da sua visita ao parque. Evite a "hora do rush". Por exemplo, compre o seu almoço às 11h, ao invés de meio-dia, ou compre seus souvenirs durante o fim da manhã/início da tarde, antes que os japoneses invadam os shops na hora do fechamento do parque. Muitas atrações ficam localizadas na mesma área, então é melhor que você visite todas elas, antes de partir para a outra área.

* Vista roupas casuais. Deixe suas roupas e acessórios de griffe em casa. Atrações como o Jurassic Park: The Ride, e Waterworld, certamente irão fazer com que você fique encharcado da cabeça aos pés. Uma toalha de banho pode ser útil.

INFORMAÇÕES:

Preço: 5,500YEN para Adultos, 4,800YEN para Idosos, e 3,700YEN para Crianças. Locais de venda de tíquetes: Estações JR, agências de turismo (JTB, Kinki Nippon Tourist etc...), Lawson.
Horários de funcionamento: Variam, verifique a homepage para obter mais detalhes: www.usj.co.jp
Acesso: Estação JR Universal City station. Da estação Osaka, pegue a Linha circular de Osaka e desça na estação Nishikujo, e então transfira-se para a Linha JR Yumesaki, que vai para Sakurajima. De Okazaki, leva aproximadamente 2 1/2 horas de Shinkansen (6,810yen), 3 1/2 horas utilizando Kintetsu (4,940yen), e 4 horas através dos trens comuns (3,890yen).

Anterior

Próxima

Menu


Click here to go to ACJS center homepage

www.yamasa.org Aichi Center Online Center Kanji Dictionary
Japan Travel Guide Yamasa TV! FM Okazaki Online


Created and maintained by Declan Murphy and the students and staff of the Yamasa Institute Multimedia Studio
© Yamasa - All rights reserved.